“Só o Sindicato garante direitos”: em Sorocaba roda de conversa debate a importância da ação sindical frente a reforma trabalhista

Evento foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores/as no Vestuário de Sorocaba e região e desenvolvido pela CNTRV e Solidarity Center da AFL-CIO

No último sábado, 27, o  Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário de Sorocaba e Região, realizou a segunda roda de conversa do Projeto “Promover os Direitos Humanos e Fortalecer a Ação Sindical e a Igualdade de Gênero no Ramo Vestuário do Brasil”. O projeto é desenvolvido pela Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Vestuário da CUT, CNTRV, em parceria com o Solidarity Center da AFL-CIO (uma das maiores organizações sindicais norte-americanas) e conta com apoio do Instituto C&A e Instituto Observatório Social.

Atividade contou com participação das dirigentes e trabalhadores/as de base

Atividade contou com participação das dirigentes e trabalhadores/as de base

Com o tema “Fortalecer  O Sindicato e Ampliar Direitos”, a atividade debateu os impactos da reforma trabalhista no emprego e nos salários e o papel da ação sindical para o garantia de direitos. “Foi muito produtivo sob o ponto de vista de fortalecer a ideia de que o sindicato é o único órgão capaz de garantir direitos e defender os interesses dos trabalhadores e das trabalhadoras. Debatemos assuntos atuais de extrema relevância para o fortalecimento da ação sindical”, destacou Paula Proença, presidenta do Sindicato.

Jana Silverman, representante do Solidarity Center, avalia que as discussões apontaram caminhos para fortalecer ainda mais o sindicato junto à categoria. “As dirigentes avaliaram as dificuldades no processo de sindicalização e este é um tema extremamente relevante para o enfrentamento da reforma trabalhista. Além de apontar dificuldades, a conversa produziu estratégias para enfrentá-las”, destacou.

Ao centro, Jana Silverman - Representante do Solidarity Center da AFL-CIO
Da direita para esquerda: Márcia Viana, Jana Silverman e Paula Proença

Ao centro, Jana Silverman – Representante do Solidarity Center da AFL-CIO

A importância da negociação coletiva

Outro ponto bastante debatido, foi a garantia de direitos a partir da negociação coletiva. “Muitos trabalhadores e trabalhadoras não têm a consciência de que  benefícios como cesta básica, cesta de natal, entre outros, só existem porque a convenção coletiva garante. Sem a negociação feita pelo sindicato, sequer o piso salarial estaria garantido”, ressaltou Paula Proença.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s