Em 4 anos, desemprego aumentou 96,2% no Brasil –

Reforma trabalhista “deu ruim” para quem procura um emprego.

 

Por: Redação CNTRV

 

No Brasil da reforma trabalhista, o número de desempregados só cresce. Segundo pesquisa recente divulgada pelo IBGE, de novembro de 2017 a janeiro de 2018, o desemprego atingiu 12,2% dos trabalhadores e trabalhadores. Foram 12,7 milhões de pessoas sem ocupação.

Ao contrário do que prometeram Temer e seus aliados no Congresso, a reforma trabalhista não foi capaz de criar novas vagas de emprego. À época, a CUT denunciou: “O que gera emprego não é a flexibilização da legislação trabalhista e, sim, uma economia forte, com projetos de investimentos públicos e privados”, disse Vagner Freitas, presidente da Central.

Da mesma forma que os empregos com carteira assinada caíram, o trabalho informal cresceu confirmando os argumentos das lideranças sindicais que foram contrárias à reforma trabalhista.

De 2016 a 2018, o desemprego cresceu 96,2% no Brasil. Isso significa que do início do golpe até sua concretização, 6,5 milhões de brasileiros perderam seus empregos. Setores econômicos importantes como agricultura e indústria da construção foram os mais atingidos. Neste último caso, segundo analistas internacionais, a Operação Lava Jata, contribuiu diretamente para que milhões de trabalhadores perdessem seus empregos, já que grandes obras foram praticamente paralisadas pela investigação policial, à medida que não foram criados mecanismos para a punição dos empresários corruptos e, ao mesmo tempo, manutenção do papel social de suas empresas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s