Centrais Sindicais convocam luta em todo o país contra a Reforma da Previdência –

Por: Redação CNTRV –

No dia 19 de fevereiro, a Câmara dos Deputados promete votar a Reforma da Previdência que colocará fim ao direito à aposentadoria. Como resposta, as principais centrais sindicais do país (CUT, CSB, CTB, Força Sindical, Nova Central, UGT e Intersindical) decidiram, em reunião realizada nesta quarta-feira, 31,  intensificar a jornada de lutas em defesa da Previdência e do direito à aposentadoria.

Em todo o país serão realizados protestos, paralisações, assembleias com os trabalhadores/as, panfletagens e conversas com os deputados e deputadas, incluindo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). A agenda será permanente até que a Câmara retire a Reforma da pauta. Em 19 de fevereiro será realizado o Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência.

Enquanto isso, Temer e seus aliados, dentre eles o apresentador e dono da concessão pública do canal de TV transmissor do SBT, Silvio Santos, seguem com propagandas enganosas na tentativa de convencer a população que uma Reforma da Previdência que retira o direito à aposentadoria é a única forma de salvar o INSS, argumento amplamente contestado pela CPI da Previdência, cujos resultados confirmam: “a Previdência pública brasileira não é deficitária”. A CPI apontou ainda uma dívida à Previdência, gerada por empresas privadas, no valor aproximado de R$ 450 bi.

 

Paralisações

O tema central da jornada de lutas é “Se botar pra votar, o Brasil vai parar”, numa clara referência de que os sindicatos devem realizar assembleias para dialogar com os trabalhadores sobre a importância das paralisações como forma de pressionar os parlamentares.

 

Ano eleitoral

Em ano eleitoral, a principal arma dos que serão amplamente prejudicados, caso a Reforma da Previdência seja aprovada, é o título de eleitor. “Não se trata de chantagem. É um recado claro que os trabalhadores e as trabalhadores devem enviar ao parlamento: não votamos em quem retira nossos direitos”, frisa a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Vestuário da CUT (CNTRV), Cida Trajano.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s