Fetracovest fortalece campanha pela revogação da reforma trabalhista

Em reunião com sindicatos filiados, Federação debateu conjuntura e definiu estratégia para ampliar a coleta de assinaturas para PL popular –

Em reunião com os sindicatos filiados do estado de São Paulo, realizada nesta terça-feira, 3, na cidade de Campinas, a Federação dos Trabalhadores na Indústria Coureira, Calçadista e Vestuarista do Brasil, Fetracovest, debateu as conjunturas política e econômica do país e definiu estratégias para ampliar a arrecadação de assinaturas para o projeto de lei de iniciativa popular  (PLIP) elaborado pela CUT, que pretende revogar a reforma trabalhista e garantir os direitos da classe trabalhadora brasileira. Para entrar na pauta do Congresso, o PLIP precisa de 1,3 milhão de assinaturas.

A entidades que participaram da reunião deliberaram a implementação de mutirões em empresas estratégicas do Ramo Vestuário da CUT no estado de São Paulo. “Vamos reproduzir o boletim e o banner específicos da Campanhas e fazer as tratativas políticas com as entidades para implementar a proposta”, informou José Carlos Guedes, presidente da Fetracovest.

Campanha Salarial Unificada

Os dirigentes avaliaram as campanhas salariais realizadas no primeiro semestre e concluíram que a maioria das negociações resultaram em aumento real. “Apesar de um cenário de incertezas por conta da Reforma Trabalhista e das conjunturas política e econômica, as negociações asseguraram os direitos já contidos nas Convenções e Acordos e muitas categorias conquistaram índices superiores à inflação” avaliou Guedes.

Morte das coureiras de Andradina

A direção da Fetracovest reforçou a indignação da entidade diante do terrível acidente que tirou a vida de 3 trabalhadoras coureiras na cidade de Andradina,  interior de São Paulo. Em nota, a entidade pediu rigor nas apurações e rechaçou a hipótese de ato inseguro: ”A entidade lutará, ao lado do Sindicato dos Trabalhadores Coureiros de Presidente Prudente e Região, para que o caso não fique impune, nem que as vítimas sejam condenadas por suas próprias mortes”, diz trecho da Nota.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s