ABC: Reforma trabalhista é tema de debate

João Cayres, secretário geral da CUT/SP, fala sobre o golpe, democracia, ameaça aos direitos e reação popular. Atividade foi realizada pela direção do Sindicato dos Trabalhadores/as em Confecções do ABC

A direção do Sindicato dos Trabalhadores/as na Indústria de Confecções do ABC realizou, nesta segunda-feira (12), uma análise de conjuntura com a participação do secretário geral da CUT/SP, João Cayres. Os temas do encontro foram as reformas em curso e a retirada de direitos promovida pelo governo golpista de Michel Temer. “Não há dúvida de que o golpe foi contra a classe trabalhadora.  O golpe foi financiado por aqueles que querem retirar nossos direitos e isso ficou ainda mais claro com o anúncio da reforma trabalhista de Temer”, ressaltou Cayres.

Recentemente, o Ministro do Trabalho de Temer, Ronaldo Nogueira, anunciou as propostas centrais da reforma trabalhista defendida pelo governo golpista. Sindicalistas de todo país denunciam que o contrato por hora trabalhada colocará fim às folgas e férias remuneradas e haverá aumento da jornada de trabalho, já que o governo pretende autorizar até 12 horas diárias.

O PL 30/15, que permite a terceirização sem limites, e a reforma da previdência pautada no aumento da idade mínima e na retirada de direitos, também foram temas da atividade. Aparecida Ferreira Leita, a Cidinha, presidenta do Sindicato, destaca que debater a conjuntura é um exercício fundamental para preparar os dirigentes sindicais para a ação política. “Os dirigentes precisam se preparar cada vez mais para enfrentar o gigantesco desafio que é barrar as reformas do governo golpista e lutar pelo resgate da democracia e pela preservação dos direitos”, afirma.