ABC: Patrões acenam 5% de reajuste e sindicato mobiliza trabalhadores

O Sindicato dos Trabalhadores/as em Confecções do ABC intensificou o diálogo junto aos trabalhadores com objetivo de mobilizar a categoria para combater a proposta patronal de apenas 5% de reajuste salarial. “Não podemos admitir que sequer a inflação seja reposta”, adiantou a presidenta do Sindicato, Aparecida Ferreira Leite, a Cidinha.

Nesta semana, os dirigentes sindicais visitaram várias fábricas e o diálogo com os trabalhadores confirmou que a proposta de 5% é inaceitável. “Os trabalhadores não vão aceitar este índice e não vamos admitir retrocesso nos direitos e achatamento dos salários”, concluiu a sindicalista.

Valisere
Recentemente, os trabalhadores da Valisere, maior fábrica do setor de confecções do ABC, aceitaram uma contraproposta patronal de reajustar os salários e benefícios em 9,5%. “Embora o índice na Valisere tenha sido um pouco inferior à inflação, os trabalhadores levaram em conta os benefícios que não só foram mantidos, mas também reajustados”, avaliou Cidinha.