Serra é citado em negociação de delação da OAS na Lava Jato

Mônica Bergamo conta ainda que Serra pode integrar a delação da Odebrecht. “Ele já aparecia na lista de mais de 200 políticos que foi obtida em operação de busca e apreensão feita na casa de um dos executivos da empreiteira”, publicou. Segundo a jornalista, Serra “sempre foi admirado na Odebrecht por pessoas do calibre de Pedro Novis, que antecedeu Marcelo Odebrecht na presidência da empreiteira. Novis vai depor na Lava Jato”, sugere. A colunista recorda que o PSDB já tinha se posicionado sobre a lista apreendida na Odebrecht em que apareciam, além de Serra, políticos como o senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente nacional tucano. Segundo Aécio, é preciso separar o “joio do trigo”. Para o PSDB é doação legal, para os outros partidos…

A Odebrecht e o Ministério Público Federal assinaram em maio o documento da negociação de delação premiada e de leniência no âmbito da Operação Lava Jato. Os procuradores terão acesso a toda contabilidade de caixa dois da empresa, o que pode envolver centenas de políticos e autoridades de outros poderes.